Principais motivos para o cancelamento do Bolsa Família

O programa Bolsa Família é o principal programa do Governo Federal, que auxilia mais de 13,9 milhões de famílias de brasileiros a enfrentar situação de pobreza e é considerado referência mundial de auxílio e distribuição de renda. O Bolsa família busca também garantir o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde das famílias mais necessitadas.

O Governo Federal vem realizando o cruzamento de informações de diferentes dados no Bolsa Família, permitindo assim, descobrir famílias que recebem salários acima dos declarados no programa.

Após análises feitas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, ficou constatado que mais de 1 milhão de beneficiários estavam em situação irregular, onde quase 470 mil foram cancelados e outros 667 mil beneficiários do Bolsa Família tiveram seus benefícios bloqueados.

Motivos Para Cancelamento do Bolsa Família

1. Ausência de saque

O valor referente ao Bolsa Família deve ser sacado no prazo de 90 dias. Na ausência de movimentação da conta ou de saque por um prazo maior que dois meses, é entendido pelo MDSA que a família não necessita mais do benefício e o mesmo é cancelado.

2. Renda maior que a declarada

Com o cruzamento de informações, a verificação permite descobrir quais famílias recebem renda acima da declarada e continuam inscritas no programa social.

O benefício de milhares de famílias estão sendo bloqueados pois a renda está acima do valor máximo permitido pelo Bolsa Família. Quando a renda per capita é maior que R$ 440,00, pode ocorrer a suspensão do Bolsa Família.

3. Cadastro com informações incorretas

Para evitar ter seu benefício do Bolsa Família bloqueado ou cancelado, é importante verificar os dados junto ao CadÚnico. Toda alteração na condição familiar deve ser informada, inclusive a troca da criança de escola. Em caso de dúvidas, procure o CRAS e consulte seus dados cadastrais.

4. Cadastro desatualizado

A atualização dos dados junto ao Bolsa Família é obrigatório a cada dois anos. Portanto, famílias que recebem o benefício devem ficar atentas aos prazos.

O responsável pelo benefício pode verificar o aviso sobre a atualização cadastral no extrato do Bolsa Família. Se ele não realizar a atualização cadastral dentro do prazo, ele fica com o auxílio financeiro retido e não pode sacar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *