Confira as regras de saque do FGTS e entenda melhor sobre as contas inativas

Primeiro de tudo, você precisa entender o que é exatamente o FGTS. O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é uma proteção que todo o trabalhador com registro formal na carteira de trabalho tem. Contas inativas são criadas quando um empregado é demitido ou pede demissão. Mas quem tem direito ao saque? Nosso artigo traz algumas informações bem específicas para você entender melhor sobre o assunto.

No início de cada mês, as empresas depositam o valor corresponde a 8% do salário de cada empregado. O FGTS é formado pelo total desses depósitos e os valores pertencem aos empregados que, dependendo da situação, pode sacar o valor total em seus nomes. Mas você sabe o que são contas inativas? Vamos lá. Quando a conta deixa de receber depósitos, o empregado pede demissão ou é demitido por justa causa automaticamente a conta se torna inativa. Mesmo que a conta se torna inativa ela ainda está vinculada ao empregado e recebendo juros e correção monetária sobre o seu saldo.

Cada trabalhador que trabalhou até 31 de dezembro de 2015 e não pode sacar o dinheiro do FGTS ao sair do trabalho pelo motivo de justa causa ou demissão, também tem direito ao saque. Não há limites de saques das contas inativas. Os trabalhadores que possuem o cartão cidadão poderá sacar todo o valor que tem na conta inativa, mas com valor até R$ 3.000,00 em correspondentes bancários ou nas lotéricas. Valores superiores devem ser sacados em uma Agência da Caixa Econômica Federal.

Mas como fazer as consultas de saldo das contas inativas? É fácil. A Caixa Econômica Federal oferece alguns mecanismos para os trabalhadores passarem a consultar seus saldos das contas ativas e inativas. É possível acessar por aplicativos disponíveis no seu próprio celular (Play Store, Apple Store, Microsoft Store). Consulta de saldo também está disponível por meio do telefone 0800 726 0207, mas é necessário que tenha em mãos o seu número do PIS, endereço, RG e CPF. É possível consultar o saldo em uma das Agências da Caixa Econômica Federal e também solicitar uma senha para acesso online.

Sacar o FGTS é vantajoso, mesmo que você não tenha planos de usar o dinheiro. Isso porque o rendimento no FGTS é de apenas 3%, enquanto numa poupança qualquer o rendimento é maior. É possível fazer o saque de mais de uma conta inativa, caso você tenha. A Caixa Econômica Federal não faz distinção de contas, mas precisa ser contas inativas até 31/12/2015.

E quem perder a data estipulada pelo calendário disponível pela Caixa Econômica Federal? Neste caso, o empregado tem até 31 de julho de 2017 para sacar o valor disponível. A Caixa Econômica Federal informa que após essa data o trabalhador só vai poder sacar em outro momento. Aposentadoria, compra de imóvel financiado, doenças graves (como câncer), morte e 3 anos consecutivos sem registro.

Os documentos para saque podem variar dependo do tipo de canal que você usar. Se você usar as agências da Caixa deve apresentar o número de inscrição do PIS/PASEP, documento de identificação do trabalhador e comprovante de finalização do contrato de trabalho (Carteira de Trabalho ou Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho). Para valores acima R$ 10 mil é necessário apresentar Carteira de Trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo de trabalho. Nas Lotéricas, Valores até R$ 3.000 com documento de identificação do trabalhador, Cartão Cidadão e senha. Nos Caixas Eletrônicos, o Cartão Cidadão deve ser usado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *